Um País ao contrário…

Um País ao contrário…

Por norma não falo de “politiquices”. Mas hoje…

Hoje, tive vergonha do meu País.

Hoje doeu-me a alma ao ver que as forças de segurança publica, os homens e mulheres que mais deveriam ser respeitados pelo País que defendem, são mal tratados, enxovalhados e humilhados por esse País, que também é o deles.

Hoje, o meu coração foi inundado de mágoa e rancor contra aquele que também é o meu País, ao perceber que as forças de segurança publica trabalham sem condições materiais e psicológicas.

Hoje, os meus olhos encheram-se de lágrimas, ao ver que pessoas que todos os dias arriscam a sua vida para proteger o País e os seus cidadãos, dividem uma lata de salsichas por três refeições.

Hoje, senti raiva ao saber que se um polícia tem um acidente com uma viatura de serviço, terá de assumir todas as despesas, porque os carros não têm seguro. Uma coisa básica e obrigatória.

Hoje, senti revolta ao perceber que cada vez mais Portugal é um país que abandona os seus homens, mas vitimiza culpados e criminosos.

Hoje, mais uma vez, senti vergonha do meu País.

E a esses Homens e Mulheres apenas posso deixar a minha profunda admiração, reconhecimento e solidariedade!

 

Assim vai a vida…. num País ao contrário!

 

2 thoughts on “Um País ao contrário…

  1. Adelaide Castanheira
    Adelaide Castanheira says:

    🙁

    1. Catia Godinho
      Catia Godinho says:

      Mesmo… :'(

Leave a Reply to Catia Godinho Cancel reply

Your email address will not be published.