Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Banho tépido em caso de febre?

By

Mais um assunto delicado e fonte de grandes controvérsias…

Afinal, o banho tépido é ou não recomendado em caso de febre?!

Não, embora em alguns países ainda seja hábito recomendar.

Se há recomendações que são transversais à maioria dos países, como por exemplo, as recomendações para a prevenção da síndrome de morte súbita do lactente, há outras que variam muito. A recomendação para o banho tépido é uma delas, depende muito do país, embora as recomendações oficiais comecem a uniformizar-se.

Portugal é um dos países onde o banho tépido continua a ser sistematicamente recomendado em caso de febre, apesar de, em 2018, a DGS ter emitido uma directriz onde desaconselha este procedimento:

Se está desconfortável, deve tomar um antipirético (que também é analgésico, isto é, alivia a dor); mas não se deve fazer arrefecimento (banho, compressas, ventoinhas) para baixar a temperatura;”

Ou ainda

“Na fase de subida da febre o arrefecimento (com banho, compressas húmidas, álcool ou ventoinhas) está desaconselhado: não contribui para o controlo da doença, nem para o bem-estar da criança;”

Já outros países como França, Suíça e Canadá, desaconselham fortemente e há vários anos esta prática.
Na verdade, o banho tépido é extremamente desconfortável e nunca deveria ser uma opção durante a subida da temperatura. Neste momento a criança tem frio, apresenta por vezes tremores e arrepios, e colocá-la numa banheira com água cuja temperatura é inferior à temperatura do seu corpo, é de uma brutalidade imensa.

Além do desconforto notório que o banho tépido causa na criança, os seus efeitos são meramente transitórios, ou seja, a temperatura até pode descer um pouco no momento, mas muito rapidamente  volta a subir.

Assim, os países que desaconselham esta prática, estimam que o benefício é tão passageiro que não justifica o incómodo brutal que causa na criança.

Mas mais importante do tudo o resto, é perceber porque razão estamos a tentar baixar a febre? Há uma razão evidente, ou simplesmente porque o termómetro mostra uma temperatura mais elevada?! A febre pode ser uma excelente aliada, só precisamos de a conhecer e saber lidar com ela!

Se a febre é algo que te deixa angustiada, podes marcar comigo uma sessão de esclarecimentos sobre o assunto onde te irei explicar este  fenómeno de A a Z!

Fica aqui para consulta a Directriz da DGS de 2018

Tags:

You may also like

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!
Don`t copy text!