Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cirurgia mamária e amamentação!

By

Muitas mulheres que são sujeitas a cirurgia para aumento ou redução mamária são confrontadas com dificuldades na amamentação. 

O pior? O apoio que recebem é fraco ou insuficiente e baseado em informações erradas! 

Mas então, é possível amamentar após uma destas cirurgias?

Sim, é! No entanto há algumas especificidades a ter em conta, e o impacto da cirurgia na amamentação depende de vários factores…

Uma redução mamária tende a ter um impacto maior do que o aumento mamário, pois é retirada glândula mamária.

Sabemos que o sucesso da amamentação nestes casos é proporcional ao tempo passado entre a cirurgia e o nascimento do bebé: quanto mais tempo passar, maiores as probabilidades de sucesso.

Outro factor importante a ter em conta em ambos os casos, é o modo como a incisão foi feita: por baixo da mama, a nível axilar ou ao nível do mamilo.

 Sabe-se que quando o corte é feito ao nível do mamilo, isso afecta os ductos mamários, o que pode interferir com a passagem do leite e até com a sua produção. 

No caso de aumento mamário, a prótese pode influenciar a qualidade do leite?

Não, não há qualquer contacto entre a prótese e o leite, pelo que a sua qualidade não sofre qualquer alteração. A amamentação nestas circunstâncias é perfeitamente segura para mãe e bebé. 

E no caso de redução mamária, é possível amamentar em exclusivo? 

Há muita informação incorrecta transmitida às mães, e falei nisso no artigo sobre 5 mitos e verdades sobre a amamentação no pós-parto. E nesta situação em particular, isto é muito mais frequente que o desejável.

Muitas vezes ainda durante a gravidez, a mulher recebe a indicação de que não poderá amamentar em exclusivo. 

No entanto esta informação dada desta forma é errada. Há mães que fizeram redução mamária e conseguem amamentar em exclusivo!

Como já foi referido, depende essencialmente do modo como foi feita a incisão e do tempo passado desde a cirurgia. 

Acompanhei em 2017 uma mãe que tinha feito uma redução mamária há cerca de dez anos. Ainda na maternidade foi informada que não conseguiria amamentar em exclusivo e introduzido suplemento. 

Depois de avaliar a situação e conhecer o contexto da cirurgia, percebemos que havia boas probabilidades de que esta mãe pudesse amamentar em exclusivo.

Assim, foram então colocadas em prática estratégias que efectivamente lhe permitiram ao final de um tempo deixar de dar suplemento à sua bebé e passar a amamentar em exclusivo. 

Nem sempre é assim tão linear. É preciso conhecer bem todo o contexto e haver um bom acompanhamento.

Só assim, se pode efectivamente se perceber se naquela situação concreta a amamentação exclusiva será possível ou se o aleitamento misto será a realidade daquela família. 

O que não podemos, é afirmar logo à partida que não é possível amamentar em exclusivo após uma redução mamária!

Assim, podemos concluir que é possível amamentar mesmo perante uma cirurgia de aumento ou redução mamária!

O importante é que a mulher possa ser acompanhada por profissionais competentes e com experiência na área da amamentação!

 

 

 

You may also like

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!
Don`t copy text!