Não tenho paciência para o(s) meu(s) filho(s), atinjo rapidamente o limite, estarei em burnout parental?

By

Depende! 

Uma das características do burnout parental é o contraste entre o antes e o depois: sempre foste assim ou isso é algo novo? 

Se sempre foste alguém «de pavio curto» ou que « ferve em pouca água» provavelmente não estarás em burnout parental, e precisas trabalhar outro tipo de coisas para poderes de facto avançar (infância, experiências de vida difíceis, etc). 

Se pelo contrário sentes que não te reconheces na mãe/pai que és actualmente, se houve uma mudança nesse teu perfil/comportamento, se esta falta de paciência/vontade é algo novo, então é possível que estejas em burnout parental sim! 

Aqui, é importante trabalhar aquilo que te trouxe até aqui, analisar os recursos que tens, as exigências às quais tens de fazer face, as características de personalidade que facilmente podem conduzir ao burnout parental (como o perfeccionismo), a coparentalidade, a satisfação conjugal, etc. 

É todo um conjunto de factores que se analisam e que se trabalham com o objetivo de te devolver o gosto pelo teu papel parental! 

Porque por muito que se ame um filho, por vezes a exaustão física e emocional é tão grande que simplesmente já não se tem a capacidade de o demonstrar.

You may also like

scriptsell.neteDataStyle - Best Wordpress Services
error: Content is protected !!
Don`t copy text!